TRE torna deputada inelegível no Pará

Bernadete está inelegível por três anos por abuso de poder. Ela vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral

Pollyanna Bastos, iG Pará |

A deputada estadual reeleita, Bernadete Ten Caten (PT) pode perder o novo mandato na Assembléia Legislativa do Pará. Bernadete foi considerada inelegível por 3 anos no julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de um processo de abuso de poder econômico contra a parlamentar. Ela vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

A denúncia foi feita em 2008, quando Bernadete concorreu à Prefeitura do município de Marabá, no sudeste do estado. Alguns meses antes das eleições, a deputada promoveu uma festa de aniversário e convidou a população do município, por meio de outdoors e outras formas de propaganda, a participar do evento, amplamente divulgado na mídia local.

Voto de minerva

As irregularidades foram denunciadas pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSol), que pediu a cassação da candidatura de Bernadete Ten Caten no pleito municipal. Só agora a questão foi levada a julgamento no TRE-PA, com parecer favorável ao PSol. A decisão veio com a aplicação do voto de minerva pelo desembargador João Maroja, presidente do tribunal.

A parlamentar ainda pode recorrer junto ao Tribunal Superior Eleitoral. Em nota, Bernadete disse estar "convicta do equívoco na decisão do Tribunal Regional Eleitoral". A deputada também justificou que a festa teria sido um evento em comemoração aos 28 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores, em uma casa de recepções alugada.

Recorrer

Na festa, acrescentou a parlamentar, cada um dos participantes pagou pela própria consumação. Bernadete afirmou ainda que vai recorrer da decisão "recorremos desta com a certeza de que os mais de 33 mil votos recebidos por mim serão respeitados e honrados em mais um mandato de luta com o povo".

A deputada Bernadete Ten Caten foi eleita para a Assembleia Legislativa do Pará em 2006, onde responde pelas áreas Sul e Sudeste do Estado. Bernadete faz parte do grupo de parlamentares que apoia a divisão do Pará e a criação dos estados de Tapajós e Carajás.

    Leia tudo sobre: política

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG