Entre os eleitos que tiveram contas recusadas estão o governador Omar Aziz e os senadores Braga e Vanessa Graziottin

A comissão de Análise de Prestação de Contas do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) reprovou as contas de dez candidatos eleitos e de dois não eleitos este ano. Foram recusadas as contas do governador reeleito Omar Aziz e dos dois senadores eleitos, Eduardo Braga (PMDB) e Vanessa Graziottin (PCdoB).

Também tiveram as contas recusadas os deputados estaduais eleitos Sidnei Leite (DEM), Belarmino Lins (PMDB) e Wanderley Dallas (PMDB), além dos federais Francisco Praciano (PT), Átila Lins (PMDB), Silas Câmara (PSC) e Carlos Souza (PP). Lupércio Ramos (PMDB) e Dermílson Chagas (PDT) disputaram a Assembléia Legislativa, mas não se elegeram. Suas contas também foram rejeitadas

Prazo

Os representantes dos candidatos têm até a próxima quinta-feira (25) para apresentar a defesa, com as justificativas sobre os gastos de campanha. Todos os pareceres feitos pelo TRE vão ser encaminhados ao Ministério Público Federal (MPF), que vai analisar as contas. Após a análise os processos serão encaminhados à pauta de julgamentos.

O TRE tem até o dia 08 para reexaminar e julgar todos os processos. A rejeição das contas dos candidatos foi motivada por vários motivos. No caso de Omar, Eduardo e Vanessa, a desaprovação das contas ocorreu devido aos não-esclarecimentos sobre os pagamentos, cerca de R$ 5 milhões, para os cabos eleitorais efetuados pela empresa AC Nadaf Neto.

Segundo o TRE, as despesas deveriam tramitar na conta corrente do candidato. Sobre os deputados estaduais, o destaque fica o atual presidente da Assembleia Legislativa, Belarmino Lins, o parlamentar mais votado dia 3 de outubro, com 52.092.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.