Americana confundida com José Sarney no Twitter diz que assédio aumentou desde o início da crise no Egito

A gerente de produção Sarah Law Wu, a americana que foi confundida com José Sarney no Twitter , explicou nesta segunda-feira por que o assédio dos brasileiros tem lhe tirado o sossego. “Todos parecem desgostar intensamente dele”, disse ao iG . Sarah, que usa o apelido Sarney no microblog, tem recebido mensagens de brasileiros direcionadas ao presidente do Senado. "Sarney" é o apelido que Sarah ganhou de sua tia, que lia histórias sobre o general David Sarnoff, fundador da rede NBC.

Foto de Sarah Law Wu no Twitter
Reprodução
Foto de Sarah Law Wu no Twitter
“Tenho sido confundida com ele há muito tempo, mas a crise do Mubarak ( Hosni Mubarak, ex-presidente do Egito ) piorou as coisas”, contou Sarah. José Sarney é comparado a Mubarak por ter sido o primeiro presidente civil que realizou no Brasil a transição lenta e gradual da ditadura para a democracia, como o ex-presidente egípcio anunciou que faria antes de renunciar.

Hoje, ela escreveu no Twitter que adorou sua visita ao Brasil há oito anos e comentou a repercussão de seus posts. “Meu fim de semana: 1 pedido de casamento, 1 convite para sambar, muitos abraços e beijos de meus novos amigos no Brasil. Por que? http://goo.gl/qv8WC ”. O link remete à reportagem do iG publicada ontem. Em menos de 24 horas, o perfil de Sarah saltou de menos de 600 seguidores para cerca de 1000.

Sarah reclamou de forma bem-humorada do assédio dos brasileiros. "Povo do Brasil, pelo amor do querido menino Jesus, eu não sou José Sarney". Em sua biografia no Twitter, ela esclarece: “Não sou José Sarney, advogado, ou advogado brasileiro. Sei que é confuso”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.