Temer pode definir amanhã mudanças no PMDB de SP

Dissolução do Diretório Estadual do PMDB pós-Quércia deve alçar deputado Baleia Rossi, aliado de Temer, à presidência da sigla

AE |

selo

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), pode definir amanhã o processo de dissolução do Diretório Estadual do PMDB de São Paulo e a nomeação de uma comissão provisória do partido no Estado. A mudança deve alçar um aliado de Temer, deputado estadual Baleia Rossi, à presidência do PMDB paulista e será feita por meio de uma reunião da Executiva Nacional do PMDB, a ser realizada entre amanhã e o início da próxima semana.

Temer, presidente nacional licenciado do PMDB, discutirá o processo com o próprio Baleia Rossi, filho do ministro da Agricultura, Wagner Rossi, em um encontro no período da manhã no gabinete do vice-presidente. "Não está certo se a reunião da Executiva será amanhã, depois, ou no início da próxima semana. Quem decidirá isso será o Michel", disse o deputado.

O cargo de presidente do PMDB paulista é ocupado provisoriamente pelo também deputado estadual Jorge Caruso, desde a morte do ex-governador Orestes Quércia, em 24 de dezembro. A ausência de Quércia, líder do grupo político contrário a Temer e Rossi, abriu caminho para que o vice-presidente da República assumisse o controle do PMDB no Estado.

A comissão provisória com Rossi no comando do PMDB paulista teria mandato até novembro, quando ocorrerão eleições para a reformulação do diretório. "O importante é que tenhamos tempo para fazer o partido crescer no Estado até setembro, quando é o prazo final para as filiações visando às eleições municipais do próximo ano", afirmou Rossi.

    Leia tudo sobre: michel temerbaleia rossipmdbSP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG