Temer: Congresso não tem condição de votar reajuste

O presidente da Câmara disse que não há condições de o Congresso aprovar projetos que concedam aumento ao funcionalismo público

Agência Brasil |

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), disse hoje (11) que não há condições de o Congresso aprovar projetos que concedam aumento de salário ao funcionalismo público. Alguns órgãos, como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) já estão em greve e poderão ter descontados os dias parados. Ontem (10) , o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, também descartou a possibilidade de reajustes salariais para este ano.

"Entendo as razões e é preciso examinar o que é possível fazer. Mas, tenho a impressão de que, neste momento, não há condição para conceder aumentos", disse Temer.

À tarde, Temer deverá se reunir com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Cesar Peluzo, e do Tribunal Superior Eleitoral, Ricardo Lewandowski, para discutir reajuste para os servidores do Judiciário. "Eles já falaram comigo sobre a preocupação com os servidores do Judiciário", disse Temer.

    Leia tudo sobre: temercongresso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG