Tão Viana anuncia Secretaria da Mulher do Acre

Governador eleito faz promessa ao Movimento de Mulheres, que considera setor vulnerável da sociedade

Menezes y Morais, iG Brasília |

O governador eleito do Acre, Tião Viana (PT), afirmou a um grupo de mulheres que vai retomar a Secretaria da Mulher como instituição do estado. A promessa foi feita no encontro do governador com um grupo de mulheres, onde discutiram a criação de políticas públicas, pautadas nos setores da saúde, educação e inclusão econômica.

Para Tião Viana, a situação da mulher acreana não é das melhores. “É um setor vulnerável da sociedade. Já conseguimos alcançar alguns indicadores importantes, mas é preciso avançar sempre. Quero firmar com vocês um compromisso de ordem ética, universal, acima dos interesses políticos,” afirmou.

I nclusão das mulheres

Desta forma, acrescentou o governador, o Acre terá “uma política de atendimento e inclusão das mulheres acreanas.” Para a enfermeira obstetra Gerlívia Angelim, gerente do Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas da Maternidade Bárbara Heliodora, as mulheres acreanas enfrentam vários problemas sociais graves. No encontro com Tião Viana, ela citou um exemplo:

“Os indicadores de mortalidade infantil e materna são preocupantes sempre. É preciso continuar esse trabalho de fortalecimento da rede de proteção às mulheres no Acre,” disse. Quem também gostou do encontro com Tião Viana, realizado no escritório de transição do governador eleito, foi a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), que agradeceu a acolhida:

Secretaria

“Saímos daqui animadas com as posições colocadas pelo governador eleito Tião Viana. Uma secretaria de governo vai permitir uma articulação mais eficiente com os municípios e um melhor acolhimento às mulheres que vivem à margem da sociedade,” afirmou, na qualidade de uma das representantes do movimento de mulheres do Acre.

Entre as mulheres presentes, também estavam a assessora especial da Mulher do Governo do Estado, Leide Aquino; a presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais, Sebastiana Miranda; a coordenadora geral do Movimento Articulado das Mulheres do Acre, Concita Maia e a coordenadora municipal da Mulher, Rose Scalabrin.

    Leia tudo sobre: política

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG