Supremo extingue investigação contra Temer

Marco Aurélio adota entendimento do procurador-geral da República, para quem não existiam provas novas contra vice-presidente

AE |

selo

O vice-presidente Michel Temer não é mais investigado no Supremo Tribunal Federal (STF). O ministro do STF Marco Aurélio Mello adotou o entendimento do procurador-geral da República, Roberto Gurgel , de que não existiam provas novas contra Temer numa investigação de suspeitas de corrupção no Porto de Santos (SP). A apuração já tinha sido arquivada anteriormente.

Apenas elementos novos poderiam autorizar a reabertura, segundo o procurador. "As provas colhidas não trouxeram elementos novos que autorizem a reabertura da investigação, já arquivada, contra Michel Temer", afirmou o procurador em sua manifestação ao STF.

    Leia tudo sobre: ECONOMICOPOLITICA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG