Supremo barra investigação sobre ministro Guido Mantega

Advocacia Geral da União conseguiu mandado de segurança contra procedimento administrativo da Procuradoria da República do DF

Wilson Lima, iG Brasília |

Uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) impediu o início de um procedimento investigatório que chegou a ser instaurado na semana passada pela Procuradoria da República do Distrito Federal para apurar possível ato de improbidade do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ele é acusado de ser sido omisso quanto a um suposto esquema de corrupção comandado pelo ex-presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci.

AP
Liminar do STF livrou ministro de investigação

A Advocacia Geral da União (AGU) ingressou com uma liminar no Supremo após o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, ter encaminhado a representação contra Mantega, impetrada pelo senador Demóstenes Torres (DEM-GO), à Procuradoria do DF. Apesar de ter foro privilegiado, Mantega seria investigado em primeira instância porque, segundo Gurgel, não havia a configuração de um crime.

A liminar foi concedida no dia 27 de março, mesmo dia em que o procurador da República no Distrito, Federal Júlio Carlos Schwonke de Castro Júnior, assinou o procedimento administrativo. Em nota oficial, a Procuradoria do DF informou que Júnior não tinha conhecimento da liminar do STF. A liminar do Supremo foi publicada dois dias após a sua expedição. “O fato é que não houve ainda um só ato que se traduzisse em investigação do Ministro Guido Mantega e, em cumprimento à liminar do Supremo Tribunal Federal, os autos retornarão ao gabinete do Procurador-Geral da República”, informou a Procuradoria do DF.

No início do ano, reportagem da Folha de São Paulo afirmou que Denucci recebeu U$$ 25 milhões de empresas fornecedoras da Casa da Moeda. Ele foi demitido após Mantega saber do teor da reportagem. Por meio de sua assessoria, o ministro informou que não irá se pronunciar sobre o assunto.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG