Sou pré-candidatíssima à Prefeitura de SP, diz Marta a Lula

Senadora petista diz a ex-presidente que tem mais condições de vencer eleições de 2012. Ela avalia que seu adversário será Serra

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Futura Press
A senadora petista Marta Suplicy
A senadora Marta Suplicy (PT-SP) ouviu nesta segunda-feira do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que seria melhor para o PT ter uma “cara nova” na disputa pela Prefeitura de São Paulo.

Lula disse também que é mais importante Marta continuar defendendo o governo de Dilma Rousseff no Senado do que disputar a prefeitura. A senadora, no entanto, ignorou os argumentos do ex-presidente e disse, com ênfase: “Sou pré-candidatíssima”.

Marta refutou a onda de boatos do último final de semana de que sua ausência em duas caravanas do PT seria sinal de que ela abandonou a disputa. “Nunca imaginei desistir. Vou continuar indo aos debates (caravanas). Não é para fazer esse escarcéu. Levei o maior susto quando interpretaram que não fui porque estava desistindo”.

Na conversa, a senadora disse considerar importante a opinião, mas se manteve firme: “Ele falou que acha que tem que ter uma cara nova. Eu disse que acho importante ouvir a opinião dele, mas acho que a pessoa com mais condições de disputar sou eu”. Questionada sobre quais fatores lhe dariam mais chance de vitória, Marta, que perdeu as duas últimas eleições para a prefeitura, respondeu que, na sua avaliação, o candidato do PSDB será o ex-governador José Serra. “Eu tenho mais condições de ganhar do Serra”, afirmou Marta.

Mais cedo, Lula havia dito a outros pré-candidatos que Serra não deve ser o candidato do PSDB . Questionada sobre a avaliação de Lula, Marta respondeu: “Eu disse ao presidente que ele está errado”.

Embora tenha sido enfática ao dizer que mantém a candidatura, a senadora demonstrou não ser totalmente refratária à escolha de um nome novo para representar o PT na disputa municipal. “Acho que a idéia de uma cara nova pode ser até boa”. Marta não cedeu aos apelos de Lula para continuar na defesa de Dilma no Senado. “Ele disse que o mais importante é o Senado e que, na última eleição, perdeu governadores para eleger senadores. E eu respondi dizendo que tenho paixão pela Prefeitura de São Paulo”.

Tanto Lula quanto Dilma defendem que o candidato do PT seja o ministro da Educação, Fernando Haddad . Na semana passada, Dilma também disse a interlocutores ser fundamental a presença de Marta na defesa do governo no Senado.

    Leia tudo sobre: marta suplicylulafernando haddad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG