Sob acusações, novo prefeito toma posse em Campinas

Demétrio Vilarga promete tomar iniciativa de entregar mandato se for condenado pelos crimes de que é acusado

iG São Paulo |

O petista Demétrio Vilagra assumiu nesta segunda-feira o comando da administração municipal em Campinas, até então comandada por Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio, que teve o mandato cassado por improbidade administrativa. Villarga, que ocupava o cargo de vice-prefeito, tornou-se alvo de pedidos de investigação menos de dez minutos depois de ser empossado.

Assim que o termo de posse foi assinado, o setor de protocolo da Câmara Municipal registrou ao menos dois pedidos de instauração de Comissão Processante (CP) para apurar denúncias contra o petista, processo que pode levá-lo também a perder o mandato. Os pedidos serão votados na sessão da Câmara de amanhã.

"A minha defesa eu já fiz à Justiça. Sou uma pessoa limpa, não devo nada, por isso vou aguardar a decisão da Justiça", disse o novo prefeito. "Amanhã ou depois, se eu for condenado, não precisa de Comissão Processante: eu mesmo coloco meu cargo à disposição. Mas tenho certeza de que a Justiça vai me absolver", emendou. Para ser aprovada uma Comissão Processante, são necessários 22 votos, ou seja, dois terços dos votos de 33 vereadores.

AE
Novo prefeito assume sob acusações de envolvimento com esquema que derrubou prefeito

A maior expectativa de líderes políticos na cidade agora é a de qual será o posicionamento dos vereadores que, embora fossem da base aliada de Dr. Hélio, votaram pelo impeachment do pedetista. Para a oposição, se os vereadores da base concordaram com a responsabilização do prefeito cassado pelos atos de corrupção praticados por seus funcionários, é natural que Vilagra, sendo um dos acusados formalmente na Justiça, seja alvo de uma apuração no Legislativo.

Vilarga foi acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) dos supostos crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva e fraudes em licitações, após o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) desbaratar esquema de corrupção na Sanasa, empresa de saneamento de Campinas. A Justiça decretou por duas vezes a prisão do petista neste ano. Em uma das vezes Vilagra chegou a ser detido. As prisões foram revogadas posteriormente.

*Com informações da Agência Estado

    Leia tudo sobre: Campinasfraudedr. HélioDemétrio Villarga

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG