Silvinho ao iG: "Não vou cruzar a linha com Delúbio agora"

Ex-secretário geral do PT diz que pretende esperar a decisão sobre a volta do ex-tesoureiro antes de articular seu retorno à sigla

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O ex-secretário geral do PT Sílvio Pereira, o Silvinho, um dos pivôs do escândalo do mensalão, disse ao iG , em rápida conversa telefônica sexta-feira à noite, que pretende esperar a decisão do partido sobre a volta do ex-tesoureiro Delúbio Soares antes de articular seu retorno aos quadros partidários. "Não vou cruzar a linha com o Delúbio agora", disse ele.

O iG antecipou na semana passada que Silvinho havia iniciado uma articulação para voltar ao PT . Ele se desfiliou do partido em 2005, depois da notícia de que havia ganho um jipe Land Rover da empresa GDK, que tinha contratos com a Petrobras, e foi um dos 40 réus do processo do mensalão, acusado de formação de quadrilha. Em 2008, aceitou cumprir uma pena de 750 horas de serviços comunitários em troca de ser excluído do processo. A pena terminou no final do ano passado, mas Silvinho ainda aguarda uma decisão judicial para deixar, formalmente, de figurar entre os réus do mensalão.

A revelação das pretensões do ex-dirigente provocou uma onda de reações variadas dentro do partido. De um lado, alguns petistas defendem a volta de Silvinho como parte de uma estratégia para negar a existência do mensalão. De outro, companheiros que repudiam a iniciativa sob o argumento de que ao contrário de Delúbio, que teria se envolvido em irregularidades para financiar por meio de caixa dois as campanhas do PT, Silvinho teria usado sua influência em benefício próprio.

Delúbio, que foi expulso do PT por gestão temerária à frente da tesouraria do partido, encaminhou formalmente, no ano passado, um pedido de refiliação que deve ser apreciado pelo diretório nacional do PT em abril.

No telefonema, o ex-dirigente negou a reação negativa no PT e disse ter ficado surpreendido com a repercussão positiva. "O telefone não parava de tocar e nem dava para atender todo mundo", disse ele.

Leia a íntegra da conversa:

iG - Você já encaminhou seu pedido de refiliação ao PT?
Sílvio Pereira - Não estou pensando em pedir minha refiliação neste momento. Deixa o Delúbio encaminhar o caso dele primeiro.

iG - Houve muita reação negativa no partido?
Silvinho - Muito pelo contrário. Me surpreendi com a reação positiva pois não estava me articulando para voltar agora, estava só falando com amigos mais próximos. Estou me recuperando de uma cirurgia, o telefone não parava de tocar e não dava para atender todo mundo. Recebi um monte de ligações de muita gente do PT querendo saber das coisas.

iG - Mas então porque você não vai pedir a refiliação agora?
Silvinho - Eu não vou cruzar a linha com o Delúbio agora. Não tenho nem condições de saúde para isso. Fiquei 30 dias de molho por causa da cirurgia.

iG - E quais são seus planos para o futuro?
Silvinho - Semana que vem voltO à ativa depois da cirurgia e quando tiver uma decisão todo mundo vai saber.

    Leia tudo sobre: PTsilvio-pereiramensalãodelúbio-soares

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG