Serristas elevam tom e ameaçam boicotar convenção

Bancada paulista insiste em indicar José Serra para a presidência de instituto e Alberto Goldman para secretaria-geral

AE |

selo

Diante da falta de acordo para a composição da Executiva Nacional do PSDB, aliados do ex-governador José Serra ameaçam boicotar a convenção do partido, no sábado, em Brasília. A disputa pelo controle da direção partidária evidencia o clima já acirrado entre os tucanos na tentativa de influenciar os rumos da sigla na eleição presidencial de 2014.

AE
Serristas defendem o ex-presidenciável no comando do ITV e Alberto Goldman na Secretaria-Geral
Ontem, o presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), encontrou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin , no Palácio dos Bandeirantes, para discutir a composição da nova cúpula partidária. Depois, esteve com representantes da bancada paulista, na sede do PSDB na capital.

Tanto o governador quanto os parlamentares insistiram na indicação de Serra para a presidência do Instituto Teotônio Vilela (ITV). Num discurso uníssono, também pediram que o novo secretário-geral seja uma indicação da bancada paulista. A presidência do ITV, no entanto, foi prometida ao ex-senador Tasso Jereissati (CE), apoiado pela maioria dos senadores e, em especial, por Aécio Neves (MG), que defende a reeleição do deputado Rodrigo de Castro (MG) para a secretaria-geral.

Guerra, que encontraria ontem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, não se comprometeu com as demandas e sinalizou só a necessidade de composição. Sem entrar em detalhes, elogiou o ex-governador Aberto Goldman, um dos cotados pelos paulistas para a secretaria-geral. "São os pleitos sobre os quais eu já tinha conhecimento", disse Guerra, ao sair da reunião. "O que o governador Geraldo pedir o partido dará atenção." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: geraldo alckminjose serraaecio nevesitvpsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG