Ex-governador de São Paulo conta que pensa em ganhar a vida também escrendo, dando aulas e palestras

O ex-governador de São Paulo José Serra disse neste sábado, após a posse do governador Geraldo Alckmin que seguirá na política. Ele contou que vai ganhar a vida por estar sem renda, dando palestras, aulas e escrevendo. “Na atividade política eu sempre estive, estou e vou continuar”, disse.

Serra comentou também o discurso de Alckmin no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, que pregou cooperação com o governo da presidente eleita Dilma Rousseff . “A população sempre espera a cooperação entre governos. Não quer que fiquem brigando entre si”. Para Serra, Alckmin apenas dará continuidade à parceria entre o governo de São Paulo e o governo federal.

O tucano evitou comentar a ideia de refundação do PSDB, levantada pelo senador Aécio Neves e por Alckmin. “Isso é assunto para outra hora”, disse.

Cerimônia

A cerimônia, que começou na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e temrinou no Palácio dos Bandeirantes, transcorreu em ritmo acelerado. O discurso de Alckmin estava previsto para terminar às 13h40, mas acabou com mais de meia hora de antecipação, já que de lá ele segue para a posse de Dilma, em Brasília. Além de Serra e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, estiveram presentes na solenidade de posse de Alckmin o ex-governador Paulo Maluf (PP) e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), que deixou o Palácio dos Bandeirantes antes do término da cerimônia e seguiu para Brasília de helicóptero.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.