Serra diz que governo petista é 'central de corrupção'

Ex-governador comenta denúncias envolvimento ministro do Esporte e defende a descentralização de projetos locais

Nara Alves, iG São Paulo |

O ex-governador José Serra (PSDB-SP) comentou nesta segunda-feira as denúncias envolvendo o ministro do Esporte, Orlando Silva (PC do B-SP). Para o tucano, o novo escândalo envolvendo o programa "Segundo Tempo" mostra que o governo petista "acaba se tornando uma central de corrupção". Ele defendeu, ainda, que projetos locais sejam descentralizados para dificultar a corrupção. Segundo a revista “Veja”, o ministro recebeu propina de até 20% de organizações não-governamentais que tinham convênios para prestação de serviços para a pasta.

Leia também: Casa Civil sai em defesa de Orlando Silva

"A centralização facilita o loteamento da administração federal, pois fortalece, abre ou cria novas áreas de domínio para oferecer aos parceiros nas lambanças", escreveu Serra em seu blog. "O governo acaba se tornando uma central de corrupção", publicou.

LEONARDO SOARES/AE
Serra: Bastaria o governo entregar recursos a outras esferas e estabelecer controle

Para o ex-governador, o novo escândalo envolvendo verbas federais mostra que os programas locais deveriam ter caráter municipal ou estadual. "Bastaria o governo federal entregar os recursos para as outras esferas de governo e, naturalmente, estabelecer algum tipo de controle sobre sua aplicação. Poderia até fixar uma certa contrapartida dos Estados e municípios – governadores e prefeitos aceitariam fazê-lo, com grande facilidade", disse.

Serra admite que sua propsta não evitaria desvios de verba, mas dificultaria a corrpução "em razão de um cruzamento de controles feitos por esferas distintas", justifica.

Exemplo de FHC

O candidato derrotado à presidência em 2010 também citou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP) e outros governadores tucanos.

"Nos anos oitenta, surgiram forças políticas que fizeram da descentralização uma bandeira e uma prática, a exemplo de Franco Montoro e José Richa, quando governaram, respectivamente, São Paulo e Paraná e, depois, na Constituinte. Foi essa tradição que Fernando Henrique seguiu na Presidência da República. Nos bons tempos, essa chegou a ser uma bandeira do PSDB", lembrou.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG