Serra: BC deve ser autonômo dentro de parâmetros

Em visita a feira, tucano continuou polêmica iniciada em entrevista pela manhã à rádio CBN

Nara Alves, iG São Paulo |

Em visita a uma feira do setor de supermercados em São Paulo, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, continuou a polêmica sobre o Banco Central iniciada em entrevista hoje à rádio CBN .

No evento, o ex-governador de São Paulo disse que o Banco Central "precisa ter autonomia dentro de certos parâmetros”. Serra esteve hoje à tarde na Apas 2010 – Congresso de Gestão e Feira Internacional de Negócios em Supermercados, no Expo Center Norte.

O tucano voltou a criticar a taxa de juros no Brasil. Segundo ele, o País não precisa ter a maior taxa dos países emergentes para conseguir controlar a inflação. “Não há por que o Brasil ter a maior taxa de juros. (...) Esta é uma distorção que tem de ser corrigida”, afirmou. De acordo com o pré-candidato, essa correção nos juros vai ocorrer “sem virada de mesa”. “Até porque eu ajudei a erguer essa mesa”, explicou.

Sobre o setor supermercadista, Serra defendeu redução do ICMS para produtos da cesta básica em escala nacional. “O governo está sempre voltado às pessoas mais desprotegidas no mercado, aos desamparados. (...) Mas os empresários , que geram emprego e riqueza, são aliados do governo”, disse. Serra defendeu a redução da carga tributária no âmbito federal e falou sobre iniciativas do governo de São Paulo, consideradas por ele bem-sucedidas, como a substituição tributária e a Nota Fiscal Paulista.

O tucano caminhou entre os estandes da feira, cumprimentando os presentes e tirando fotografias. O pré-candidato parou em pelo menos cinco estandes para conversar com diretores das empresas. Serra não resistiu ao ser convidado: "Presidente, vem comer um queijinho". No quiosque, ganhou de uma admiradora um pedaço de queijo na boca.

    Leia tudo sobre: serraeleições 2010banco central

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG