Senado recua e cancela nomeação de mulher do presidente do TCU

Maria Lenir Ávila Zymler ocuparia cargo comissionado de assessor parlamentar, com salário de R$ 8.168

Agência Estado |

selo

O boletim administrativo de pessoal do Senado publicará um ato tornando sem efeito decisão da diretoria geral da Casa, publicada no Diário Oficial de 21 de fevereiro, que nomeou Maria Lenir Ávila Zymler para o cargo comissionado de assessor parlamentar 2, cujo salário bruto é de R$ 8.168.

Maria Lenir é mulher do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, e a sua nomeação era para o gabinete da liderança do PR. A nomeação foi desfeita depois que o jornal O Estado de S. Paulo revelou o fato e lembrou que o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, cuja pasta é alvo de constante fiscalização por parte do TCU, é do PR.

    Leia tudo sobre: nomeaçãonepotismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG