Declaração de vereador vai parar na internet e gera protesto na Câmara de São José da Lapa, região metropolitana de Belo Horizonte

selo

Uma declaração polêmica do presidente da Câmara de Vereadores de São José da Lapa, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), fez a população lotar o plenário da Casa para protestar e pedir explicações ao parlamentar. Ao conduzir uma sessão de votação, Toninho das Asbec (PR) afirmou que a Câmara era lugar para homens.

A declaração ocorreu na votação de dois projetos de lei. Cidadãos que assistiam à sessão protestaram quando o presidente propôs voto secreto. Irritado, ele fez o discurso, que foi parar na internet. "Tem que ter hombridade. Aqui é lugar de gente que tem que ter atitude. Sem querer desmerecer as mulheres, absolutamente, isso aqui é lugar para homem", afirma Toninho da Asbec no vídeo.

Revoltada com as declarações, parte da população da cidade de 19,5 mil habitantes lotou a Câmara ontem para protestar. "Ficamos chocadas com a frase. Causou indignação nas mulheres, homens e homossexuais da cidade", ressaltou a secretária adjunta de Assistência Social, Terezinha de Jesus, "eleita" pelos manifestantes para discursar na Câmara durante o protesto.

Terezinha diz que a manifestação foi espontânea e organizada por grupos de diferentes comunidades. Ela conta que parte da população defende, inclusive, fazer uma representação ao Ministério Público Estadual (MPE) pelo que consideraram "discriminação". "O erro é humano, mas palavra proferida não tem retorno. Ele ( Toninho ) é um parlamentar representando o povo", salientou.

Durante o protesto, o vereador se desculpou pela declaração. A reportagem tentou falar com o parlamentar, mas não obteve houve retorno. Os nove vereadores de São José da Lapa são homens.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.