Secretário de Jandira é transferido para cadeia

polícia pretende ouvir Wanderley sobre o assassinato do prefeito do município, Walderi Braz Paschoalin

Agência Estado |

selo

Futura Press
O secretário de Habitação de Jandira, Wanderley Lemes de Aquino, preso ontem
O secretário de Habitação de Jandira (SP), Wanderley Lemes de Aquino, de 44 anos, foi transferido ontem para a Cadeia Pública de Carapicuíba (SP). Antes da transferência, ele estava no Setor de Homicídios em Santana de Parnaíba, também no interior paulista.

Wanderley foi abordado pelos agentes no momento em que chegava à prefeitura para trabalhar. Apesar da prisão ter sido efetuada com base em um processo por apropriação indébita que corria desde 1999, a polícia pretende ouvir Wanderley sobre o assassinato do prefeito do município, Walderi Braz Paschoalin , de 62 anos. Ele é suspeito de participação no crime.

O político foi executado a tiros por volta das 8 horas da manhã da última sexta-feira, dia 10. O prefeito e o motorista dele, Wellington Martins dos Santos, conhecido como Geleia, foram atacados quando chegavam a uma rádio da cidade para gravar um programa semanal. Paschoalin foi atingido no peito e o motorista, na cabeça. O prefeito não resistiu aos ferimentos. O motorista permanece internado na Unidade de Terapia de Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas , em São Paulo, e seu quadro é considerado grave.

    Leia tudo sobre: jandiramorteprefeitopsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG