Sarney aceita indicação do PMDB para disputar reeleição no Senado

Senador, que cumpre atualmente quinto mandato,afirmou que decisão veio do partido

iG São Paulo |

O senador e presidente do Senado José Sarney (PMDB-AP) disse nesta quinta-feira (27) que aceitou a indicação do seu partido para ser candidato a presidente da Casa no biênio 2011/2012. A informação, confirmada pela Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado, já havia vindo à tona quando Edison Lobão (PMDBMA) afirmou, em dezembro de 2010, quando ainda era senador, que o partido teria definido Sarney como o nome para a disputa. Lobão é um dos principais aliados políticos de Sarney.

De acordo com Sarney, a decisão de tentar a reeleição não veio dele, mas do partido, e ele nunca apresentou candidatura ao cargo. Sarney cumpre atualmente seu quinto mandato de senador. Ele já ocupou a Presidência do Senado em três diferentes períodos: de 1995 a 1997, de 2003 a 2005 e de 2009 até a presente data.

O PMDB protagoniza, desde primeira semana de governo de Dilma Rousseff , uma briga por cargos de segundo escalão. A insatisfação do partido diz respeito, sobretudo, a atuação do ministro da Saúde, Alexandre Padilha. A pedido do vice-presidente da República Michel Temer , a montagem do segundo escalão foi suspensa.

Na oportunidade, a cúpula do PMDB chegou a se reunir na casa de Temer para montar uma estratégia. No encontro, que também tinha a presença de Renan Calheiros (Senado) e Henrique Eduardo Alves (Câmara) e o presidente do partido, Valdir Raupp (PMDB-RR), Sarney teve a ideia de usar a votação do salário mínimo como forma de pressionar o governo na montagem do segundo escalão.


*Com informações da Agência Senado

    Leia tudo sobre: josé sarneysenadopresidência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG