Romário se explica via internet: “Não é novidade que não bebo”

Ex-jogador e deputado federal afirma no Twitter que não fez teste do bafômetro por ter esse direito: “Não fiz e não vou fazer”

iG Rio de Janeiro |

AE
Romário afirma que não bebe e se defende por recusar bafômetro
Após se recusar a fazer o teste do bafômetro e ter a sua habilitação apreendida em uma blitz da Operação Lei Seca, no Rio, o ex-jogador e deputado federal Romário se defendeu na rede social Twitter. Em seu perfil oficial, ele afirmou ter o direito de não querer fazer o teste e lembrou que não é apreciador de bebidas alcoólicas. Enquanto atleta, Romário não escondia suas incursões à noite carioca, mas dava preferência ao refrigerante e, especialmente, ao cafezinho, que por vezes chegava a tomar mesmo durante coletivos em seus clubes, como o Fluminense, onde era servido pelo roupeiro Denílson em pleno gramado.

“Não é novidade q vcs sabem q eu não bebo né, e tb não é novidade q já fui parado outras vezes.Como qualquer cidadão tenho direito de recusar. E foi o que fiz e farei sempre : usar meu direito. Todos nós temos q usar nossos direitos independente de qualquer situação. Sou 100% a favor da Lei Seca, os números, pesquisas e estatísticas já comprovaram q diminuiu e muito o numero de acidentes provocados por motoristas alcoolizados e vamos continuar respeitando esta frase: Se beber, não dirija! (sic)”, disse Romário no Twitter.

Com as dúvidas de seus seguidores sobre a afirmação de que não bebe, Romário deu de bico: “Rapaziada, não tô escrevendo nada aqui pra vcs acreditarem em mim. É um direito de vcs, acabei de falar sobre isso. Não me preocupo nem um pouco se alguém acredita ou não sobre este assunto de eu beber. A responsabilidade é de cada um, não é agora, com 45 anos, pelo fato de eu ser um Dep. Federal, q vou ter q ficar aqui me defendendo porque na opinião da imprensa eu tenho q fazer o teste. Não fiz e não vou fazer! (sic)”.

O ex-jogador aproveitou ainda para explicar o que fazia na hora da blitz e avisou aos seguidores que se dá ao direito de responder no mesmo tom das críticas. “Só p finalizar este assunto: eu estava com minha mulher e minhas duas filhas Ivy e Bellinha vindo de uma festa junina na casa da minha mãe. Esse twitter é e sempre será democrático. Vcs podem opinar e dizer exatamente o q quiserem aqui. Agora, os direitos são iguais... (sic)”.

    Leia tudo sobre: RomárioLei SecabafômetroRio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG