Rivalidade local não influencia voto nacional em MG

Em 2006, Lula recebeu 65% dos votos no Estado, enquanto Aécio Neves, candidato local do PSDB, recebeu 77% para o governo

Larissa Morais, iG São Paulo |

Minas Gerais tem o segundo maior colégio eleitoral do País, com 14,2 milhões de eleitores, ou 10,71% do total. São 350 zonas eleitorais espalhadas por uma área de 586.528 km², equivalente à da França. É o quarto maior estado brasileiro, atrás apenas do Amazonas, Pará e Mato Grosso. Mas o Estado não é importante na política apenas pelo tamanho e pelo potencial de votos. A relação entre os principais partidos nacionais, PT e PSDB, é bem peculiar entre os mineiros.

Nas eleições de 2006, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu no Estado 65,19% dos votos válidos. O tucano Geraldo Alckmin teve 34,8%. Para o governo, o então governador Aécio Neves (PSDB) venceu ainda no primeiro turno com 77,03% dos votos válidos. Nilmário Miranda, do PT, obteve apenas 22,03%. Foi a dobradinha não oficial Lula - Aécio, ou “Lulécio”.

Este ano, a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, cogitou o "Dilmasia", aliança informal entre ela e o pré-candidato do PSDB ao governo mineiro, Antonio Anastasia. Para o professor Marco Antonio Villa, especialista em história política da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), essa composição atípica não deve se repetir. "O 'Dilmasia' dificilmente vai emplacar porque são candidatos extremamente complicados, de pouca expressão", afirma.

Outro motivo seria a necessidade da eleição de José Serra (PSDB) para garantir o futuro de Aécio na política. "Aécio pode até conviver com a derrota de Anastasia e a vitória de Hélio Costa (PMDB). Mas precisa de Serra na Presidência para se projetar no Senado como grande líder governista", afirma Villa. Por isso, nestas eleições o voto deve ser casado: os eleitores de Anastasia votarão em Serra, e os de Costa optarão por Dilma.

Avaliação positiva

Tanto Dilma quanto Anastasia representam hoje a continuidade de projetos bem sucedidos e com enorme aprovação popular. Segundo pesquisa do Vox Populi de janeiro, 75% dos mineiros consideram Aécio bom ou ótimo. Lula tem avaliação positiva de 74% em Minas Gerais. Apesar disso, seus candidatos estão em segundo lugar nas pesquisas, atrás de políticos experientes em eleições. Ainda segundo o Vox Populi, Dilma tem 26% contra 38% de José Serra em Minas Gerais. Já Anastasia tem 15% contra 34% do ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), ou 18% contra 41% do ex-ministro das Comunicações, Helio Costa (PMDB).

Ainda que os mineiros prefiram os tucanos para governar o Estado, o partido com o maior número de filiados é o PMDB, com 255.384 eleitores, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de março. O PT tem 205.254 filiados. Já o PSDB do ex-governador Aécio Neves aparece em terceiro lugar, com 186.127 eleitores. O PV de Marina Silva tem apenas 45.376.


Últimos governadores de Minas

Newton Cardoso (PMDB) 1987 – 1991
Hélio Garcia (PRS) 1991-1994
Eduardo Azeredo (PSDB) 1995-1998
Itamar Franco (PMDB) 1999-2002
Aécio Neves (PSDB) 2003-2010
Antonio Augusto Anastasia (PSDB) 2010-atual


Instrução do eleitor

Gerando gráfico...

Faixa etária do eleitor

Gerando gráfico...

População dos principais municípios

Gerando gráfico...
    Leia tudo sobre: eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG