Candidato derrotado pelo PV ao Senado em 2010, Ricardo Young foi convidado pelo PPS para se candidatar a vereador em São Paulo

O "marineiro" Ricardo Young, ex-candidato ao Senado pelo PV paulista, diz que seu compromisso com o PPS fica restrito às eleições de 2012. O empresário, que integra o Movimento Nova Política (liderado pela ex-senadora Marina Silva), foi convidado para se candidatar pelo partido à Câmara dos Vereadores de São Paulo.

Empresário Ricardo Young diz que seguirá Marina Silva futuramente
Reprodução
Empresário Ricardo Young diz que seguirá Marina Silva futuramente

"Eu sou do grupo da Marina e estou me disponibilizando porque tanto ao movimento quanto ao PPS interessa essa visibilidade, mas meu compromisso é só para 2012", ressaltou. "Se eventualmente amanhã o movimento evoluir para um partido, é claro que eu estarei envolvido", completou.

Young, que anuncia amanhã sua filiação, é a aposta do PPS para puxar os votos da legenda na eleição municipal do ano que vem. O grupo de Marina se reúne hoje para referendar o acordo.

Em apoio à candidatura de Young, que na eleição de 2010 ficou em quarto lugar com mais de 4 milhões de votos, alguns aliados de Marina estudam acompanhá-lo em sua filiação ao PPS. No entanto, as filiações à sigla valerão até a criação do novo partido de Marina, o que deve acontecer até 2013. "Nós não esperamos que o PPS seja o partido do movimento, embora o PPS esteja convergindo suas teses com a do movimento", esclareceu o empresário.

Young será recebido amanhã na Câmara dos Vereadores pelos principais caciques do PPS, entre eles o presidente nacional da legenda, deputado federal Roberto Freire (SP), o presidente do diretório estadual Davi Zaia, e o presidente do diretório municipal Carlos Fernandes, além de deputados e vereadores do partido. A pré-candidata à prefeitura de São Paulo Soninha Francine também participará do ato de filiação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.