Revoltada com prefeito, população depreda prédio da Câmara no PA

Como a cidade conta apenas com quatro policiais militares e dois civis, foi pedido reforço para conter a população

Agência Estado |

Cerca de 500 moradores de Curralinho, no Pará, revoltados com a não cassação do prefeito, depredaram, ontem, os prédios do executivo e do legislativo no município. Policiais de cidades vizinhas foram enviados para controlar o tumulto e ninguém foi preso. As informações são da Polícia Civil.

O prefeito Miguel Pedro Pureza Santa Maria é acusado pela Controladoria Geral da União (CGU) de não comprovar o uso R$ 9,7 milhões de recursos federais repassados ao município, além de fraude em processos licitatórios.

De acordo com a polícia, após o fim da sessão na Câmara, em que os vereadores votaram pela não cassação de Santa Maria, os moradores que assistiam à sessão, revoltados, quebraram móveis, retiraram objetos do prédio da Câmara, os amontoaram na rua e atearam fogo. Houve depredação dos prédios da prefeitura e das Secretarias de Saúde e Educação.

Como a cidade conta apenas com quatro policiais militares e dois civis, foi pedido reforço de municípios vizinhos para conter a população. A Polícia Civil informou que irá instaurar inquérito para tentar identificar e prender os líderes da manifestação.

    Leia tudo sobre: CurralinhoParáCâmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG