Residência oficial deve ser tratada 'com carinho', diz Marco Maia

iG mostrou que a residência, embora ampla e bem localizada, nunca passou por uma reforma profunda

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Candidato à presidência da Câmara, o deputado Marco Maia (PT-RS) afirmou que uma eventual reforma na residência oficial do presidente da Câmara é uma questão administrativa, mas deve ser tratada com "carinho". Em entrevista concedida em Minas Gerais, onde cumpriu agenda nesta terça-feira, Maia disse que o imóvel merece atenção por se tratar de um bem público.

Felippe Bryan Sampaio, iG Brasília
Área de lazer da residência oficial do presidente da Câmara construída no fim dos anos 1970
"Eu espero que o setor administrativo esteja cuidando da forma mais adequada possível, porque se trata de um patrimônio público, que será, quem sabe lá pra frente, tombado como sendo um dos espaços públicos reconhecidos pela humanidade", disse Maia ao ser questionado sobre se faria alguma reforma no imóvel que ocupará. O deputado, que trabalhava para se tornar candidato único, ganhou hoje um concorrente na disputa, o deputado Sandro Mabel (PR-GO)

A afirmação foi uma referência à reportagem veiculada pelo iG , mostrando como é a casa que será ocupada pelo deputado, caso ele saia vitorioso da disputa . A casa, que fica em um dos endereços mais nobres de Brasília, tem mais de 700 m² de área construída mas nunca passou por uma reformas nas partes elétrica e hidráulica.

Em almoço com a presença de aproximadamente 30 deputados de 14 partidos, Maia disse em Belo Horizonte que, se vencer, presidirá a Casa em busca de consenso, trabalhando na composição da Mesa Diretora com respeito ao critério de proporcionalidade.

Antes do almoço ele esteve com o governador de Minas em exercício, Alberto Pinto Coelho (PP). Os dois discutiram a revisão dos royalties de minérios. Maia disse que é preciso haver uma proposta que garanta competitividade no setor de exploração de minérios. "É um assunto que interessa e precisa ser colocado em discussão imediata", destacou sobre o marco regulatório mineral. Coelho assegurou ao candidato à presidência da Câmara a maioria dos votos da bancada mineira.


    Leia tudo sobre: maiacâmaramabelresidência oficial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG