Relatora do Orçamento vai incorporar reestimativa de receita

Cálculo apresentado pelo deputado Bruno Araújo foi aprovado hoje na Comissão Mista

Agência Brasil |

A relatora-geral do Orçamento, senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), disse hoje (13) que irá incorporar a segunda reestimativa de receita de R$ 4,7 bilhões em seu relatório final. O relatório de reestimativa de receita do Orçamento Geral da União foi apresentado e aprovado hoje na Comissão Mista de Orçamento.

Agência Senado
Serys Slhessarenko é relatora do Orçamento
De acordo com ela, o governo terá aproximadamente R$ 23 bilhões a mais que o previsto inicialmente para gastar no próximo ano – além dos R$ 4,7 bilhões do relatório de hoje, existem ainda mais R$ 17,7 bilhões da primeira reestimativa.

A relatora não quis, contudo, se pronunciar sobre os cortes que o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que seriam necessários. “Vamos aguardar um pronunciamento oficial do governo. Já vi manchetes [de jornais] falando em R$ 8 bilhões, outras em R$ 12 bilhões, então preciso de um pronunciamento oficial. Esperamos que o corte seja pequeno”,disse a senadora.

O relator de receita da Comissão Mista de Orçamento, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), afirmou que a reestimativa aumentando a previsão orçamentária foi feita com base em números oficiais do governo e que o próximo ministro do Planejamento poderá fazer o contingenciamento se quiser. “O meu papel é projetar o que vamos arrecadar. Quem vai realizar a despesa ou não é o Executivo. O que nós não podíamos era subdimensionar a receita, porque esses recursos a mais ficariam livres no próximo ano, como um cheque em branco para o governo”, explicou o deputado.

Serys Slhessarenko garantiu que irá entregar seu relatório até sexta-feira (17), para que ele possa ser votado na comissão na próxima segunda-feira (20) e em plenário na próxima terça-feira (21).

    Leia tudo sobre: orçamentogovernotransição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG