Refiliado ao PT, Delúbio ganhará festa de boas vindas em Goiás

Ex-tesoureiro conseguiu aprovar refiliação na última sexta e amigos preparam festa para comemorar decisão em Goiânia

Andréia Sadi, iG Brasília |

Após ter conseguido aprovar sua refiliação ao PT , o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares será homenageado com uma festa para até 600 pessoas em Goiânia (GO), organizada pelos amigos petistas do município. Ontem, o secretário de governo de Goiânia e amigo de Delúbio, Osmar Magalhães, organizou um almoço na sua casa para receber o ex-tesoureiro e familiares. "Delúbio não disse que quer fazer uma festa maior, mas os amigos vão organizar. Não sabemos ainda se será almoço, jantar ou ato, mas será uma festa", disse ele ao iG, nesta segunda-feira (2).

AE
Delúbio obteve aval para se refiliar ao PT no último fim de semana
Magalhães afirmou que aguarda a finalização do processo burocrático da refiliação de Delúbio para organizar o encontro e que ainda não há detalhes sobre ajuda financeira do PT municipal na recepção. "Não sabemos ainda, nem data nem local, pode ser um almoço para 300, 400 pessoas, mas vamos oferecer uma recepção". explicou. Segundo a reportagem apurou, a expectativa é a de que ocorra um almoço para 600 pessoas, mas não custeado pelo partido.

O presidente do PT de Goiânia, Luiz Claudio Bueno, afirmou que ainda não há pedido de ajuda ao diretório, mas que pode "vir a acontecer". Bueno disse que não é ligado a Delúbio e não compareceu ao almoço na casa de Osmar no último domingo. "Também fiquei sabendo que ele teria interesse em ser candidato ano que vem, mas não chegou nada para mim ainda. O que eu sei é que o irmão (Carlos Rubens Soares) dele será", contou Bueno. O presidente do PT de Goiás, Valdi Camárcio, afirmou que Delúbio deverá ser recebido pelos militantes de Goiás com alegria. “Delúbio é a nossa estrela”, comemorou.

Iniciada em 2009, a articulação de Delúbio para voltar ao PT foi retomada em janeiro deste ano. Na época, a movimentação foi revelada pelo então presidente do partido, José Eduardo Dutra, que contestou, em entrevista ao iG , a imposição de uma 'pena eterna' ao réu do mensalão .

Desde então, Delúbio intensificou as conversas nos bastidores, até obter no início da semana passada o aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para submeter seu pedido de refiliação ao diretório petista. No último fim de semana, o diretório nacional do partido aprovou a refiliação do ex-tesoureiro, por 60 votos a favor e 15 contrários.

    Leia tudo sobre: Delúbio Soaresptmensalão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG