Quércia causa desconforto em festa tucana

"Vamos ver qual vai ser o resultado da convenção", desafia Quércia sobre a aliança entre PMDB nacional e petistas

Nara Alves, iG São Paulo |

O presidente do PMDB em São Paulo, Orestes Quércia, pré-candidato ao Senado na chapa do PSDB, causou desconforto durante a festa de lançamento da pré-candidatura de Geraldo Alckmin ao governo de São Paulo.

Em seu discurso, Quércia desafiou o PMDB nacional, que negocia com a pré-candidata petista, Dilma Rousseff, a vaga de vice para Michel Temer, presidente nacional da sigla. "Vamos ver qual vai ser o resultado da convenção", disse. A convenção nacional do PMDB, que oficializaria o deputado Michel Temer na chapa petista, foi adiada de 15 de maio para 12 de junho devido a ajustes nos Estados.

AE
Quércia discursa durante lançamento de pré-candidatura de Geraldo Alckmin

"Tenho a certeza de que o PMDB de São Paulo está no melhor caminho (...) e o Rio Grande do Sul também", afirmou. Em visita ao Estado gaúcho, Serra reconheceu ter afinidade com o pré-candidato do PMDB, o ex-prefeito José Fogaça, e espera estar próximo de "muita gente do PMDB" durante a campanha. Na plateia, formada por cerca de 1.500 pessoas vindas de diversas cidades do interior paulista, simpatizantes ironizavam o discurso de Quércia e comentavam que ele não deveria ter discursado.

Quércia também criticou a principal adversária do tucano José Serra, a petista Dilma Rousseff. "Não é hora de improvisar" com alguém que "não tem experiência, que nunca passou por nenhuma eleição (...) Eu quero José Serra na presidência da República", disse, sem citar o nome da pré-candidata.

Além de Quércia, já discursaram o presidente do PSDB, Sergio Guerra, o pré-candidato tucano ao Senado, Aloysio Nunes, o governador de São Paulo, Alberto Goldman, o prefeito de São Paulo e presidente do DEM em São Paulo, Gilberto Kassab.

    Leia tudo sobre: Geraldo AlckminOrestes QuérciaPSDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG