'Que o PMDB continue assim nos próximos quatro anos', líder do PT

Paulo Teixeira (PT-SP) comemorou apoio integral dos peemedebistas ao projeto do governo que reajustou o salário mínimo

Adriano Ceolin, iG Brasília |

Agência Estado
O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (PT-SP), comemorou o resultado da votação
O líder do PT da Câmara, Paulo Teixeira (SP), afirmou hoje que espera fidelidade "agora e nos próximos quatro anos." Ele deu a declaração ao comentar os 100% de votos da bancada do PMDB na votação do salário mínimo de R$ 545 na noite de ontem.

"Comemoramos os votos do PMDB e esperamos contar com eles na base nos próximos quatro anos", disse Teixeira.

"O PMDB se apresenta de maneira distinta do que se apresentou nos anos anteriores. Não é mais apenas aliado. Estão dentro do barco", completou o líder petista. Segundo Teixeira, a divisão de cargos no começo do governo foi atabalhoada.

O líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), se desgastou com a presidenta Dilma Rousseff ao brigar pela presidência de Furnas a pedido de Eduardo Cunha (RJ). Sobre os dois deputados do PT que votaram contra o governo, Teixeira disse que "haverá repercussão". Eles devem perder vagas em comissões e ter o trabalho na Câmara limitado.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG