PT negocia superpoder na Câmara e deixa problema para ministro

Partido de Dilma deve comandar as duas comissões mais importantes. PMDB ficará com Saúde e promete dar trabalho a Alexande Padilha

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O PT vai comandar as principais comissões da Câmara dos Deputados. Além da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o partido quer indicar o presidente da Comissão de Finanças e Tributação (CFT). O posto deveria ficar com o PMDB, mas o partido preferiu escolher a Comissão de Saúde para fiscalizar a gestão do ministro Alexandre Padilha (Saúde).

Feita de acordo com o tamanho proporcional das bancadas na Câmara, a divisão do comando das comissões dá-se por meio de escolhas dos partidos. Por ter a maior bancada, o PT tem o direito de fazer a primeira escolha e o PMDB, a segunda. Os petistas optaram pela CCJ, a comissão mais importante da Casa - por ela passam quase todos os projetos e é fundamental para a tramitação de projetos de interesse do Judiciário.

O natural seria que o PMDB ficasse com a CFT. A bancada do partido, no entanto, preferiu escolher o comando da comissão de Saúde e atender a um pedido da bancada de Minas Gerais. O presidente da comissão deverá ser o deputado Saraiva Felipe (PMDB-MG). Ele foi ministro da Saúde entre 2005 e 2006, quando deixou o cargo para tentar mais um mandato na Câmara.

Segundo o iG apurou, Saraiva vai atuar de forma crítica em relação ao atual ministro da Saúde. A bancada do PMDB não gostou de ter perdido cargos na pasta depois que Padilha assumiu em janeiro deste ano. “Podem dizer que vou pegar no pé. Mas, no fundo, só irei fazer meu trabalho”, disse o deputado Saraiva Felipe.

Na CCJ, o PT já oficializou a indicação do ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (SP) para a presidência da comissão . Até o começo desta semana, ele disputava o posto com Ricardo Berzoini (PT-SP). Já o cargo de presidente da CFT ainda não foi definido. A escolha caberá a corrente interna petista “Mensagem ao Partido”, a mesma do líder Paulo Teixeira (PT-SP).

No restante das presidências de comissões, o quadro começa a se definir. O PSDB deve ficar com a presidência da comissão de Ciência e Tecnologia. O PP comandará a comissão de Minas e Energia. Até o começo da próxima semana, os demais cargos devem ser escolhidos.

Comissões do Senado

Entre os senadores, a maior disputa deu-se pela presidência da Comissão de Infra Estrutura. O senador Lindenberg Farias (PT-RJ), no entanto, abriu mão de entrar em disputa com o PSDB. Os tucanos que devem indicar Marisa Serrano (MS) ou Lúcia Vânia (GO) para o posto.

Ex-presidente da Comissão de Infra Estrutura, o senador Fernando Collor de Mello vai comandar a partir deste ano a Comissão de Relações Exteriores. O senador Benedito de Lira (PP-AL) é o nome do seu partido para comandar a Comissão de Desenvolvimento e Turismo.

Na semana passada, o senador Eunício Oliveira (CE) foi indicado, e depois eleito, presidente da CCJ. Na segunda comissão mais importante da Casa, a de Assuntos Econômicos, o comando caberá ao senador Delcídio Amaral (PT-MS).

    Leia tudo sobre: comissõescâmaraministro da saúdePMDB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG