PT não tem relação com escândalo dos aloprados, diz Falcão

Presidente nacional do partido diz que Aloizio Mercadante esclareceu todos os pontos relacionados ao assunto

AE |

AE
Rui Falcão reuniu-se hoje em São Paulo com Lula e dirigentes de siglas aliadas ao PT
O PT não tem nenhum envolvimento com o escândalo dos aloprados, disse hoje, em Fortaleza, o presidente nacional do partido, Rui Falcão. "Isso não merece mais atenção. O senador Mercadante, que injustamente foi citado de novo nessa história, espontaneamente foi ao Senado. Foi muito convincente. Respondeu a todas as questões", destacou Falcão, em referência ao depoimento dado nesta semana pelo ministro Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia) ao Senado.

Sobre o escândalo que cerca a Prefeitura de Campinas (SP), Falcão lembrou que "o prefeito de Campinas ( Hélio dos Santos ) é do PDT e tem dado todos esclarecimentos". Ele também disse que o vice-prefeito da cidade, Demétrio Vilagra, que é do PT, em carta pública refutou todas acusações contra ele. "( Vilagra ) nunca se apropriou de recurso público. Os próprios grampos que se têm notícia falam que o esquema não procurava o vice-prefeito, porque sabia que ele não participava. Então vamos aguardar os desenrolar do processo", disse.

Quanto ao prefeito petista de Senador Pompeu (CE), Antônio Teixeira de Oliveira, que está preso, em Fortaleza, Falcão afirmou que "a direção estadual já tomou todas as providências cabíveis e certamente saberá dar melhor condução ao caso".

Teixeira é acusado de desviar R$ 3 milhões dos cofres da prefeitura. A presidenta estadual do PT, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, instaurou uma comissão de sindicância que na próxima quarta-feira, 6, vai apresentar um parecer para a Comissão de Ética. Segundo Luizianne, ele será expulso do partido se for comprovada a sua culpa.

    Leia tudo sobre: ptrui falcãoalopradosaloizio mercadante

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG