PT discute amanhã nome para presidência da Câmara

Vaccarezza, Chinaglia e João Paulo estão entre os nomes cotados para disputar o cargo

Agência Estado |

A bancada do PT vai se reunir amanhã para dar continuidade à escolha do nome do partido que será indicado para disputar a presidência da Câmara. O encontro, que inicialmente estava marcado para hoje, contará com a presença dos atuais deputados e os eleitos.

Na semana passada, a bancada deu a largada na disputa autorizando os candidatos a buscar apoio entre os petistas. Estão concorrendo à indicação Cândido Vaccarezza (SP), líder do governo na Câmara; Arlindo Chinaglia (SP), ex-presidente da Câmara; Marco Maia (RS), vice-presidente da Casa; e João Paulo Cunha (SP), também ex-presidente da Câmara dos Deputados.

O PT e o PMDB firmaram um acordo pelo qual vão dividir a presidência da Casa nos próximos quatro anos, assim como ocorreu neste mandato. No primeiro biênio (de fevereiro de 2011 a janeiro de 2013), a Câmara deverá ser presidida por um petista e no segundo biênio (de fevereiro de 2013 a janeiro de 2015), por um peemedebista, cujo nome já está posto: o do líder da bancada, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Depois de escolhido o nome, o PT terá de buscar apoio nos outros partidos para evitar reações e disputas no dia da eleição, 1º de fevereiro de 2011. Legendas da base estão reagindo ao esquema montado pelo PT e pelo PMDB de dividir a presidência e os principais cargos entre as duas siglas. Eles consideram que petistas e peemedebistas querem repetir o que ocorreu neste mandado.

Os deputados reclamam que o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), que é vice-presidente da República eleito, entregou todas as relatorias de medidas provisórias (MPs) e de projetos importantes para parlamentares dos dois partidos. Temer e o presidente anterior da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), foram eleitos no esquema de divisão do poder entre PT e PMDB.

    Leia tudo sobre: ptdisputacâmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG