PT arrecadou 3 vezes mais que PSDB em 2009

Petistas conseguiram R$ 11,1 milhões e tucanos, R$ 3,4 milhões. Doações de pessoas físicas praticamente empataram em R$ 300 mil.

Severino Motta, iG Brasília |

O Partido dos Trabalhadores (PT) foi a agremiação que captou o maior volume de recursos em 2009, ano pré-eleitoral. Com R$ 11,1 milhões a sigla ficou bem à frente do seu principal adversário, o PSDB, que conseguiu arrecadar R$ 3,4 milhões junto a empresas e pessoas físicas.

O Democratas atraiu R$ 952 mil para o caixa e o PMDB, por sua vez, levantou R$ 300 mil. Os dois partidos tiveram doações apenas de empresas. Outra sigla que conseguiu buscar recursos foi o PTB, que arrecadou R$ 406 mil.

PV, PDT, PSB e PP não conseguiram recursos provenientes de doações de pessoas físicas ou empresas e mantiveram sua estrutura partidária com dinheiro vindo do Fundo Partidário e da contribuição de parlamentares.

Os dados sobre arrecadação fazem parte da prestação de contas de contas do exercício 2009 apresentada pelos diretórios nacionais dos partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), responsável por fiscalizar a movimentação financeira das agremiações políticas.

Pessoa física

PT e PSDB aprecem praticamente empatados na arrecadação de recursos junto a pessoas físicas. O primeiro conseguiu R$ 302 mil, o segundo R$ 300 mil. A diferença se dá no número de cidadãos que doou dinheiro para os partidos.

No caso do PT, mais de uma centena de filiados ou simpatizantes ajudou a encher o caixa. No PSDB, os R$ 300 mil foram doados pelo ex-deputado Márcio Fortes (PSDB-RJ). Os tucanos ainda conseguiram outras duas doações de pessoas físicas, somando R$ 483.

Outras fontes

Além das doações, os partidos recebem dinheiro de contribuições parlamentares e de seus filiados. Nessa modalidade, o PT conseguiu levantar, em 2009, R$ 5 milhões. Foram R$ 3,3 milhões provenientes da “mesada” que o partido desconta do salário de seus deputados, senadores e ocupantes de cargos do Executivo, e outros R$ 1,7 milhão de seus filiados.

O valor paga pelos filiados supera o que o PMDB, partido que tem a maior bancada no Congresso, recebe de “mesada” de seus parlamentares - R$ 1 milhão no ano passado. O PSDB conseguiu R$ 165 mil de seus parlamentares e o Democratas R$ 169 mil.

O PSB obteve R$ 159 mil de seus parlamentares e R$ 3 mil de contribuição dos filiados. O PV obteve R$ 23 mil somente de filiados e PDT ficou com R$ 72 mil de contribuição dos parlamentares e R$ 22 mil dos filiados.

Fundo Partidário

Fora as doações e recursos angariados junto a filiados e simpatizantes, os partidos têm direito a um pedaço do Fundo Partidário. O financiamento público das siglas é o que garante, na prática, a existências das agremiações.

O Fundo repassou R$ 27,4 milhões ao PT, R$ 26,3 milhões ao PMDB, R$ 25,3 milhões ao PSDB, R$ 13,2 milhões ao PP, R$ 11,6 milhões ao PSB, R$ 9,9 milhões ao PDT e R$ 7 milhões ao PV, de acordo com as planilhas apresentadas ao TSE.

    Leia tudo sobre: tseprestação de contasptpsdbfundo partidário

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG