PSOL faz representação contra Pedro Novais na Corregedoria

Sigla pede apuração sobre conduta do ex-ministro do Turismo para órgão da Câmara dos Deputados

Agência Brasil |

O PSOL protocolou na tarde de hoje (15) na Mesa da Câmara representação para que a Corregedoria da Casa investigue as denúncias envolvendo os deputados Pedro Novais (PMDB-MA), ex-ministro do Turismo, e Francisco Escórcio (PMDB-MA). O PSOL baseia sua representação em denúncia publicada pela imprensa em que um funcionário do gabinete do deputado Escórcio estava servindo de motorista para a mulher do ex-ministro em horário de trabalho.

De acordo com a representação, o PSOL entende que os dois deputados feriram o decoro parlamentar ao utilizarem um funcionário pago com dinheiro público para prestar serviço particular. No entendimento do partido, tanto Pedro Novais como Francisco Escórcio tomaram vantagens da situação, já que um servidor da Câmara, lotado no gabinete de Escórsio prestava serviços para o deputado licenciado Pedro Novais.

O deputado Francisco Escórcio disse que não há nenhum problema com a representação. “Eles (PSOL) estão no direito deles de representar”. Escórcio explicou que não estava em Brasília quando o funcionário do seu gabinete serviu de motorista para a esposa do ex-ministro. Segundo ele, há uma espécie de rodízio entre os funcionários do seu gabinete. “Naquele dia, o funcionário estava liberado e poderia fazer o que quisesse. Eu não posso ser babá de funcionário”.

Caberá agora à Mesa Diretora da Câmara encaminhar a representação à Corregedoria da Casa para que sejam iniciadas as investigações para apurar se houve ou não quebra de decoro parlamentar dos deputados. Caberá à corregedoria fazer um parecer, que será votado pelos integrantes da Mesa da Câmara.

    Leia tudo sobre: pedro novaispsol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG