PSDB pede abertura de inquérito contra Lupi

Líderes da oposição protocolaram representação para que Ministério Público investigue relação de ministro do Trabalho com ONGs

Agência Brasil |

Os líderes do PSDB na Câmara, Duarte Nogueira (SP), e no Senado, Álvaro Dias (PR), protocolaram nesta quarta-feira (16), na Procuradoria-Geral da República (PGR), uma representação para que o Ministério Público investigue se o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, cometeu crime de responsabilidade por mentir sobre sua relação com o dono de uma rede de organizações não governamentais (ONGs) e sobre a viagem ao Maranhão em 2009.

O secretário-geral do PDT, o deputado federal Manoel Dias (SC), disse ao iG que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, não deve sair do cargo.

Os parlamentares pedem a abertura de investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar se Lupi cometeu crime ao dizer, em audiência na Câmara dos Deputados, que não conhecia Adair Meira, dono de três ONGs que tinham convênios de R$ 10,4 milhões com o ministério, e que não viajou em avião alugado por ele no Maranhão, em 2009. Em declarações divulgadas na imprensa, Meira diz que tem contato com o ministro e as imagens mostram que ele esteve com Lupi na mesma viagem.

Desde o dia 26 de outubro, o iG tem publicado uma série de reportagens sobre irregularidades em convênios com ONGs no Ministério do Trabalho . No fim de semana, a revista Veja mostrou que Lupi viajou em avião supostamente alugado pela ONG Pró-Cerrado. O presidente da entidade, Adair Meira, também participou da viagem .

A representação protocolada na PGR alega que a prestação de informações falsas ao Congresso Nacional é ato tipificado como crime de responsabilidade. “Essas informações podem ter sido apresentadas pessoalmente ou simplesmente por escrito, pois o que caracteriza a conduta delituosa é a prestação de dados inverídicos ao Parlamento, independentemente do meio que elas tenham sido apresentadas”, diz o documento.

Os parlamentares da oposição pedem a perda do cargo e a suspensão dos direitos políticos do investigado e a apuração de outras infrações penais conexas ao crime de responsabilidade.

O PSDB também entregou hoje uma representação contra Lupi na Comissão de Ética da Presidência da República. De acordo com o partido, o episódio envolvendo a viagem ao Maranhão mostra que o ministro atuou em desacordo com o Código de Conduta da Alta Administração Federal.

    Leia tudo sobre: lupitrabalhodenúnciaspsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG