PSDB indica Aloysio Nunes à disputa pelo Senado

Após intervenção de Geraldo Alckmin, o deputado federal José Aníbal retirou a candidatura em nome da unidade do partido

Nara Alves, iG São Paulo |

O diretório do PSDB em São Paulo acaba de definir por unanimidade o nome do ex-secretário da Casa Civil Aloysio Nunes Ferreira como pré-candidato ao Senado pelo partido. O deputado federal José Aníbal retirou a candidatura. A reunião ocorreu na noite de hoje em um hotel no centro da capital paulista. Com o nome escolhido, acaba a disputa que poderia ser levada ao congresso da legenda ou a uma realização de prévias.

Na mesma reunião, foi confirmada a composição da chapa com Geraldo Alckmin (PSDB), pré-candidato ao governo de São Paulo, a vaga de vice para o DEM e a segunda vaga ao Senado para Orestes Quércia (PMDB). A indicação do DEM é o ex-secretário de Emprego e Relações do Trabalho, Guilherme Afif Domingos.

Aníbal chegou ao evento no mesmo carro que Alckmin, com uma hora e meia de atraso, já com o acordo firmado. O deputado disse que abriu mão da candidatura em nome da união do partido. "Vi que uma decisão minha teria um sentido de alívio. Então, acabei reconhecendo muito mais numa deferência ao próprio Geraldo", afirmou.

O presidente estadual do PSDB, Antonio Carlos Mendes Thame, deveria ter conduzido a reunião, mas foi internado devido a uma trombose no sábado. O deputado federal Duarte Nogueira o substituiu.

Com a definição da chapa, o lançamento oficial da pré-candidatura de Alckmin no próximo sábado ganha mais peso. “José Aníbal, que tinha todas as condições para pleitear a vaga, abriu mão de ser candidato”, disse Alckmin, lembrando que, antes do deputado, outros três pretendentes também haviam retirado seu pedido de candidatura: Mendes Thame, Xico Graziano e Paulo Renato.

“O gesto de desprendimento foi muito importante”, disse Alckmin. O pré-candidato a governador disse ter se empenhado na disputa "há dias", mas com respeito à postulação de Aníbal.

Aloysio garantiu que não ficarão ressentimentos entre ele e Aníbal. “Temos nossas asperezas, mas não há nenhuma rusga”. Com a desistência do deputado, o ex-secretário disse: “podemos, imediatamente, colocar nosso bloco na rua”.

    Leia tudo sobre: psdbeleiçõessenado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG