PSDB elege hoje Pedro Tobias presidente estadual em SP

Partido chega à convenção estadual neste sábado com poucos nomes de consenso para o novo diretório em São Paulo

Nara Alves, iG São Paulo |

O PSDB elege neste sábado os nomes que irão compor a Executiva da legenda no Estado de São Paulo, maior reduto de oposição ao governo de Dilma Rousseff no País. Assim como na eleição do diretório municipal , a legenda chega à convenção estadual sem consenso, apesar da articulação nos bastidores do governador paulista, Geraldo Alckmin , e do ex-governador José Serra por uma chapa única.

O único nome que reúne alckmistas e serristas para a presidência estadual do PSDB é o do deputado Pedro Tobias. Os demais cargos da estrutura partidária serão disputados e deverão ser definidos por meio do voto. A convenção - em que lideranças, delegados e militantes tucanos vão eleger 105 membros titulares e 35 suplentes - acontece hoje das 9h às 16h na Assembleia Legislativa de São Paulo. "Se dependesse de mim, todos os cargos deveriam ser disputados, é sempre mais democrático", diz Pedro Tobias, candidato único à presidência.

Divulgação
Ao lado de Alckmin, Pedro Tobias cobra reajuste na tabela do SUS (19/04/2011)

A secretaria-geral é disputada tanto pelo o deputado federal Vaz de Lima, como por Cesar Gontijo, atual dono do posto. Para a vice-presidência, o principal candidato é o deputado Vanderlei Macris. Outros dois nomes disputam o cargo de de tesoureiro.

Para Tobias, a convenção deste sábado será mais tranquila do que foi a convenção municipal do partido. O comando municipal da legenda, posto considerado estratégico para a disputa de 2012, foi alvo de impasse entre os vereadores e o governo estadual e culminou na saída de cinco vereadores do partido. "O negócio municipal foi montado, foi programado, foi uma deculpa para eles saírem. No nível estadual não tem nada disso", afirmou.

Convenção nacional

A escolha da cúpula tucana em São Paulo é um passo importante para a construção da chapa nacional. A convenção do PSDB que definirá se o atual presidente, deputado Sérgio Guerra (PE), permanece ou não no cargo acontece no próximo dia 28 de maio, em Brasília. "São Paulo é a base do PSDB. O diretório ( paulista ) será ouvido, vai dar palpite. É o maior Estado na nação", ressaltou Pedro Tobias.

A três semanas da convenção, nenhum tucano se apresentou para disputar com Sérgio Guerra, que caminha para reeleição em chapa única. Enquanto o senador Aécio Neves (MG) apoia a manutenção de Guerra, que está rompido com Serra desde outubro, aliados do candidato derrotado ao Planalto articulam por mais espaço dentro da sigla e ventilam a possibilidade de alocá-lo no comando partidário.

"Vamos começar a pensar sobre a convenção nacional amanhã. Eu apoio Sérgio Guerra, mas se o José Serra decidir ser candidato, eu o apoio", adiantou Tobias.

    Leia tudo sobre: AlckminSerraPSDBSão Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG