PSD procura formar bases no interior de SP

Prefeito de Itu, Herculano Júnior (PV), trabalha para cooptar prefeitos do PV e do DEM para a nova sigla

AE |

selo

O PSD, novo partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, começa a estruturar suas bases no interior do Estado. O prefeito de Itu, Herculano Júnior (PV), trabalha para cooptar prefeitos do PV e do DEM para a nova sigla.

AE
Afif e Kassab anunciaram a desfiliação do DEM na sexta-feira
Ele quer formar comissões em 80 municípios das regiões de Sorocaba e Campinas que estão sob sua coordenação.

Os quatro prefeitos do PV na região já foram sondados por Herculano. Ele aproveitou a crise interna causada pelo conflito entre a ex-candidata à presidência Marina Silva e a cúpula do partido para assediar os políticos da legenda. Ex-prefeitos e vereadores de outros partidos também estão na mira. Herculano tem mostrado o PSD como opção para os políticos que estão sem espaço nas legendas tradicionais, como PSDB, PMDB e PT.

"Queremos formar uma base forte para dar respaldo a uma candidatura ao governo do Estado em 2014", disse o prefeito. Sua mulher, a deputada Rita Passos (PV), que também aderiu ao PSD, está envolvida na articulação. O casal assumiu o compromisso de recolher 50 mil assinaturas na região, 10% das adesões necessárias para dar o partido o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com o prefeito de Itu, o fato de o PSD ter surgido como um partido independente ajuda na aproximação com os políticos do interior. "A ideia é apoiar tanto o governo estadual quanto o federal naquilo que é bom para o País", discursou. Ele disse que o partido de Gilberto Kassab é a oportunidade para quem quer começar um novo projeto político. Ele se diz exemplo disso.

"Estou há dez anos no PV e saio porque acredito que o meu ciclo no partido se encerrou e preciso de um projeto novo". Em Sorocaba, o presidente do diretório municipal do DEM, vereador José Caldini Crespo, está de malas prontas para migrar para o PSD. Amigo pessoal de Kassab, o vereador e ex-deputado estadual espera o registro da nova sigla para pedir a filiação.

    Leia tudo sobre: gilberto kassabpsddemitu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG