PSB só tomará posição em São Paulo em junho, diz Campos

Os petistas saíram do encontro seguros de que as duas legendas têm chances de chegar a um acordo

AE |

selo

Em encontro que durou cerca de 3 horas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , o presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão, e o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Luiz Marinho, o governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, avisou aos petistas que seu partido só decidirá se vai apoiar o pré-candidato Fernando Haddad em São Paulo em junho.

Leia também: Apesar de Lula, PT não espera acerto com PSB antes de junho

AE
Apoio do PSB de Eduardo Campos será decidido em junho

Falcão saiu do encontro, que aconteceu no apartamento do ex-presidente, em São Bernardo, dizendo-se otimista e que estava convicto de que o PSB não deve apoiar o pré-candidato tucano, José Serra . "Acho que não há esse risco", afirmou o petista.

Campos chegou por volta das 20h15 ao apartamento de Lula, onde os petistas o aguardavam para a reunião. Segundo Marinho, o único acordo fechado na noite deste domingo é de que o PSB vai apoiar o PT nos municípios do ABC paulista. Já as negociações para um apoio ao pré-candidato do PSB em Campinas, Jonas Donizette, ainda não progrediram. "Nem houve avanço, nem houve retrocesso", resumiu Falcão. 

Segundo o líder nacional do PT, Campos concordou em fechar um calendário de negociações entre os dois partidos. Falcão ressaltou que, na conversa, todos insistiram para que as duas siglas caminhem juntas dentro do projeto nacional do qual fazem parte. "Dissemos que temos um projeto nacional e que queremos mantê-lo. Independente de disputas locais, queremos manter este projeto", insistiu Falcão. 

Os petistas saíram do encontro seguros de que as duas legendas têm chances de chegar a um acordo. "Ele (Campos) vai levar em conta (o pedido de aliança) por que sabe qual a importância do Haddad em São Paulo", afirmou Falcão.

Leia também: PSB ganha o apoio do PT pela Prefeitura de BH

Belo Horizont e

O presidente nacional do PT comemorou a decisão do diretório de Belo Horizonte de apoiar o atual prefeito, Márcio Lacerda (PSB), para disputar a reeleição. Falcão lembrou que a resolução também recomenda que o PSB rechace uma aliança com os tucanos na capital mineira. "Na nossa opinião, ele (Lacerda) deveria fazer isso. Mas é ele quem vai decidir."

    Leia tudo sobre: eleições2012PTeleiçõesspPSBSão PauloCamposLula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG