PSB paulistano muda e agora pode apoiar Serra, diz dirigente

Presidente do diretório municipal socialista afirma que partido reviu posição. Eduardo Campos é contra tucano

Adriano Ceolin, iG Brasília |

Em conversa com o iG agora pela manhã, o presidente do diretório municipal do PSB na cidade de São Paulo, vereador Eliseu De Pieri, confirmou que a legenda está prestes de trocar de aliança na corrida eleitoral pela prefeitura paulistano. Até a sexta-feira, a tendência maior era apoiar Fernando Haddad (PT). Agora, segundo ele, o partido está mais próximo de José Serra (PSDB).

"Mudou, mudou. Estão pesando as circunstâncias e a necessidade de manter o partido unido", disse De Pieri. "Pode ser que acontença isso (trocar Haddad por Serra). Estamos avaliando os prós e contra junto com a direção estadual do PSB", completou.

Se o apoio a Serra se confirmar, o PSB de São Paulo irá agir contra a vontade do presidente nacional do partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos . Ele viajou para São Paulo para reunir-se hoje com os dirigentes socialistas

Na semana passada, por meio de sua assessoria de imprensa, Campos mandou informar que patrocinaria a aliança com Fernando Haddad. Já o presidente estadual do PSB, Márcio França, defendeu o apoio a Serra .

O apoio do PSB é importante para aumentar o tempo de TV de Haddad na propaganda eleitoral. Na semana passada, petistas chegaram a afirmar que Eduardo Campos havia feito um acordo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para os socialistas apoiassem Haddad .

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), é o principal articulador da aliança entre o PSB e Serra. Os vereadores socialistas querem que o prefeito ceda espaço para disputarem a reeleição em condições de vitória. Numa coligação normal com o PSD, eles sairiam prejudicados. Por isso, negociam um acordo.

    Leia tudo sobre: Eleições 2012SerraPSB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG