PSB fecha pré-acordo com PT para apoiar Dilma

"Esta não será uma campanha do PT. Esta será a campanha de uma frente", diz presidente do partido

Reuters |

O presidente do PSB, Eduardo Campos, afirmou nesta quarta-feira que o partido fechou um pré-acordo com o PT para apoiar a candidatura de Dilma Rousseff à Presidência.

Em almoço entre a direção do PSB e do PT com a ex-ministra, a legenda socialista demonstrou a vontade de participar da elaboração do programa de governo e da coordenação de campanha.

"Esta não será uma campanha do PT. Esta será a campanha de uma frente", disse Campos, governador de Pernambuco, a jornalistas após o encontro em Brasília.

"A nossa chegada a essa aliança contribui para esta campanha cada vez mais ser de todos e não de um ou dois partidos", declarou.

Campos expressou também vontade para que Dilma dispense tratamento igual aos candidatos em Estados onde a base aliada tiver mais que um nome.

Após o encontro, a pré-candidata do PT comemorou a aliança e a relação "histórica" com o PSB e com o deputado Ciro Gomes, que não teve apoio de seu partido para concorrer à Presidência e retirou seu nome da disputa.

"Eu tenho certeza que a presença do PSB vai qualificar muito a minha campanha", disse Dilma.

O PSB deve divulgar moção de apoio à candidatura petista após reunião do Diretório Nacional, em 21 de maio.

A pré-candidata já fechou apoio com PMDB, PDT, PCdoB, PR e PRB.

    Leia tudo sobre: Eleições 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG