Procuradoria recorre contra volta do prefeito de Campinas

Demétrio Vilarga havia obtido vitória na Justiça contra decisão do que o afastava temporariamente do cargo

AE |

selo

AE
Empossado após impeachment de Dr. Hélio, prefeito tenta se manter no cargo
A Procuradoria Jurídica da Câmara de Campinas entrou hoje com recurso junto ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) para tentar reverter a decisão que levou o petista Demétrio Vilagra de volta ao cargo de prefeito de Campinas, na última quinta-feira.

Veja também:
Prefeito de Campinas é reconduzido ao cargo

O TJ foi favorável ao recurso apresentado pela defesa de Vilagra e julgou não haver razão para o afastamento temporário de 90 dias, aprovado pela Câmara para enquanto durarem os trabalhos de uma Comissão Processante que vai apurar denúncias de suposta participação do prefeito em esquema de corrupção da Sanasa, a empresa de saneamento de Campinas. A CP ouvirá 17 testemunhas no dia 18.

Vilagra havia sido afastado pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, Mauro Fukumoto. O juiz negou em 20 de outubro mandado de segurança para manter Vilagra no cargo.

O petista foi empossado no dia 23 de agosto, após a cassação de Hélio de Oliveira Santos(PDT). Vilagra foi acusado formalmente pelo Ministério Público por supostos crimes de formação de quadrilha, desvio de recursos públicos e fraude em licitações e teve por duas vezes prisão decretada, sendo que em uma delas chegou a ser detido. As prisões foram revogadas.

    Leia tudo sobre: Campinasfraude em CampinasDemétrio Vilarga

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG