Procuradoria contesta supersalários do Senado

Plano é reverter decisão da Justiça Federal que liberou pagamento de salários acima do teto constitucional da Casa

Agência Brasil |

Felippe Bryan Sampaio, iG Brasília
Decisão judicial permitiu à casa manter pagamento de supersalários, que superam o teto constitucional
A Procuradoria Regional da República 1ª Região vai recorrer da decisão do Tribunal Federal Regional da 1ª Região, que liberou o pagamento de salários acima do teto constitucional a servidores do Senado.

Na última terça (23), o presidente da corte federal, desembargador Olindo Menezes, acatou um recurso da Mesa Diretora do Senado e liberou o pagamento dos salários acima do teto, que haviam sido proibidos por uma liminar da Justiça Federal de primeira instância.

A Procuradoria, ligada ao Ministério Público Federal, informou que, até a tarde de ontem (24), não havia sido notificada oficialmente da decisão do tribunal, mas que, assim que receber a intimação, apresentará o recurso contra os supersalários.

O recurso deverá ser julgado por um colegiado de desembargadores do tribunal e não apenas pelo presidente da corte, autor da decisão.

    Leia tudo sobre: senadosupersalários

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG