Procurador apresenta alegações finais no caso do mensalão

Encerrada a fase da acusação, réus terão 30 dias para apresentar documento final de defesa

Severino Motta, iG Brasília |

Agência Brasil
O procurador Roberto Gurgel
O Procurador-geral da República, Roberto Gurgel, entregou nesta quinta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF), as alegações finais do caso do mensalão. Com isso está encerrada a fase de acusação contra os 38 réus do processo. O relator da ação penal, ministro Joaquim Barbosa, deve abrir um prazo de 30 dias para que os acusados apresentem o documento final de defesa.

Concluída a fase da defesa, Barbosa dará início a seu voto. Dependerá disso a possibilidade do julgamento ser iniciado ainda neste ano. Como o processo conta com cerca de 45 mil páginas, em 213 volumes, a expectativa maior é que o mesmo seja realizado no início de 2012.

Com a apresentação das alegações finais, Gurgel cumpriu o prazo dado por Barbosa com um dia de antecedência. Ele teria até esta sexta-feira para entregar o documento. Fora de Brasília, o Procurador só deve se manifestar sobre o conteúdo das alegações finais amanhã.

O caso do mensalão marcou o final do primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva . Deflagrado a partir de uma entrevista do ex-deputado Roberto Jefferson, o processo resultou no afastamento de parte da cúpula do PT no governo e derrubou o ex-ministro José Dirceu, tido pelo Ministério Público como o chefe da quadrilha que desviava recursos de contratos da administração federal com empresas de publicidade para o pagamento de uma "mesada" a deputados da base aliada.

    Leia tudo sobre: Mensalãoréusacusações

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG