Presidente do PMDB defende extinção da Conab

"Se extinguir a Conab, ninguém vai perceber que existia. A Conab, hoje, tem papel de nenhuma importância", disse Raupp

AE |

selo

Agência Brasil
O ministro Wagner Rossi negou as acusações e atribuiu denúncias a retaliação

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), defendeu hoje a extinção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), empresa pública vinculada ao Ministério da Agricultura.

Leia também: Irmão de Jucá acusa esquema na Agricultura; ministério reage

A Conab foi apontada por Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), como fonte de recursos para políticos do PMDB e PTB. Oscar foi demitido na semana passada do órgão após ordenar um pagamento irregular.

"Se extinguir a Conab, ninguém vai perceber que existia. A Conab, hoje, tem papel de nenhuma importância", disse Raupp. Ele afirmou que as atividades de compra e distribuição de alimentos atualmente realizadas pela Conab poderiam ser repassadas a um departamento do Ministério da Agricultura.

Hoje, um pouco mais cedo, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, havia defendido o papel exercido pela Conab no atual cenário da agropecuária brasileira. "A Conab esteve para ser extinta na era Collor. Agora faz um trabalho melhor, ano a ano", disse, destacando as ações da empresa na área de Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) e nos cálculos das estimativas de safra.

    Leia tudo sobre: oscar jucá netowagner rossiconab

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG