Prefeito pode ser cassado no Amazonas

Bi Garcia é acusado de abuso de poder político e econômico. TRE deve julgar processo na sessão de quinta-feira

Menezes y Morais, iG Brasília |

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) deve julgar nesta quinta-feira (18) o recurso que pede a cassação do mandato do prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB). Ele é acusado de abuso do poder político e econômico e de compra de votos pela coligação “Unidos por Parintins,” pelo PMDB e pelo ex-prefeito Enéas Gonçalves Sobrinho.

O TRE pôs o processo de Bi Garcia em pauta na sessão de terça-feira (5), mas o relator, o juiz Vitor Liuzzi, pediu adiamento da votação, justificando que precisava fazer correções em seu voto. O processo deve voltar à pauta nesta quinta-feira.

A Procuradoria Regional Eleitoral, em parecer assinado pelo procurador Edmilson Barreiros, pediu que o diploma do prefeito Bi Garcia e do vice-prefeito Messias Cursino sejam cassados e os segundos colocados empossados.

    Leia tudo sobre: política am

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG