Assessoria de Amazonino afirma que após discussão com moradora houve acordo para retirada das famílias da região

O prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (PTB), discutiu nesta segunda-feira com uma moradora da Comunidade Santa Marta, na periferia da cidade, onde no fim de semana três pessoas morreram após o desabamento de um barraco. A moradora, a doméstica Laudenice Cantalista de Paiva, disse ao prefeito que não poderia sair da área de risco por não ter outra opção. Amazonino, então, respondeu: "se vai continuar aqui então morra minha filha, morra".

O bate-boca foi registrado pelo repórter Sérgio Costa e pelo cinegrafista Fernando Reis, do site Mano Repórter . Segundo a reportagem, Amazonino foi recebido com hostilidade por um grupo de moradores.

A assessoria da Prefeitura de Manaus disse ao iG que o vídeo publicado não mostra a segunda parte da conversa entre Amazonino e os moradores. Segundo a assessoria, o prefeito se reuniu com alguns representantes da comunidade e prometeu pagar aluguéis sociais para as famílias que saíssem da área de risco. Além disso, Amazonino prometeu uma série de ações junto à Defesa Civil e um plano de contingenciamento. Ainda de acordo com a assessoria, Amazonino saiu de do local aplaudido.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.