Prefeito cria secretaria para o PC do B em Belo Horizonte

Marcio Lacerda cria pasta para acomodar recém-aliado na corrida de 2012, nomeia tucano como adjunto e tenta manter apoio do PR

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Divulgação
Zito é o primeiro da esquerda para a direita. No meio, Reginaldo Lopes, presidente do PT-MG, e, no canto direito, o ministro Fernando Pimentel
O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), tem vivido perigosamente - politicamente falando. Primeiro, ele articula a reedição da aliança com PT e o PSDB para se candidatar à reeleição no próximo ano, o que já não é uma tarefa tranquila - como mostra sua recente decisão de demitir parte dos funcionários do seu vice-prefeito , com o qual não tem uma relação tranquila. Agora, Lacerda decidiu reunir, em uma mesma secretaria, a de Esporte e Lazer, dois partidos que são adversários: PCdoB e PSDB vão dividir uma secretaria na capital mineira.

De olho em 2012: Palestra de prefeito de BH vira trabalho para nota em faculdade

Aliados: PSB fecha com PC do B e convida PSDB para aliança em BH

Em 2008, o PCdoB lançou o nome da deputada federal Jô Moraes para a Prefeitura de Belo Horizonte. No segundo turno, ela apoiou o adversário de Lacerda, o deputado federal Leonardo Quintão, do PMDB. Neste ano, o PCdoB negociou apoio do PSB à candidatura da deputada federal Manoela D´Ávila (PCdoB), em Porto Alegre. Pelo acordo, o PSB apoia Manoela e o PCdoB apoia a reeleição de Lacerda na capital mineira.

Em seguida, o prefeito criou a secretaria de Esporte e Lazer e nomeou Zito Vieira, candidato derrotado ao Senado pelo PCdoB nas eleições do ano passado, titular da pasta. O secretário adjunto de Lazer escolhido é o tucano Roberto Tross, que deixa a coordenação de Juventude do governo Antonio Anastasia (PSDB).

Procurado pelo iG , Zito contou que sua posse está programada para acontecer em aproximadamente 15 dias, com a presença do ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB), e do governador Anastasia, a quem chama de amigo. O novo secretário também pretende agendar uma visita dele, acompanhado de Lacerda, ao ministro dos Esportes, em Brasília. Belo Horizonte é uma cidade-sede da Copa do Mundo de 2014 e isto é a maior prioridade da secretaria, ressaltou Zito.

“É uma experiência nova, não deixa de ser experiência complexa, mas é um desafio que eu tenho certeza que eu vou dar conta, com intuito de cuidar da cidade. A Secretaria de Esporte e Lazer de Belo Horizonte será a mais democrática secretaria. Tenho ao meu lado um adjunto do PSDB, que é o Roberto Tross, e também um adjunto que comandava a antiga pasta, Fernando Blaser. Ele me diz que o partido dele é ML, Marcio Lacerda”, brincou o integrante do PCdoB. Além de PCdoB e PSDB, conta Zito, a secretaria abrigará representantes do PPS, PDT, PT e PSB.

Roberto Tross afirmou ao iG que já conhecia Zito e que o clima de trabalho é o melhor possível. “A verdade é que a gente tem uma interlocução muito boa, pois nossa prioridade é a população de Belo Horizonte. Em torno desta nova proposta, vamos pegar pontos em comum para construir uma administração eficiente e eficaz na área de lazer”.

PR reivindica espaço

Além do novo arranjo na secretaria de Esporte e Lazer, Lacerda prepara outras mudanças na estrutura da prefeitura. As modificações vem sendo discutidas com aliados já antigos e com os novos, como o PCdoB. Sendo confirmada a saída do senador Clésio Andrade do PR, a sigla reivindica mudança, pois os cargos ocupados foram de indicação do senador. Clésio aguarda uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), positiva pela sua desfiliação, para ingressar no PMDB. “Não temos nenhum interesse em reivindicar a cadeira dele”, diz o líder do PR na Câmara dos Deputados, Lincoln Portela.

“Temos uma boa interlocução com o prefeito e ele tem se mostrado aberto ao diálogo. O prazo adequado para concluirmos as conversas é dezembro. Se não chegarmos em um consenso, poderemos ter candidatura própria no ano que vem ou apoiar um outro nome, sem ser o Lacerda”, avisou o presidente do PR em Belo Horizonte, Leonardo Portela, referindo-se à reivindicação de espaço no primeiro escalão da prefeitura.

Um dos cargos mais cobiçados pelo PR é a regional Centro-Sul, que funciona como uma espécie de subprefeitura. Hoje, ela é ocupada por Arlen Andrade, sobrinho do senador Clésio Andrade. Segundo a reportagem apurou, Lacerda estaria relutante em retirá-lo do cargo porque considera muito positivo seu trabalho.

    Leia tudo sobre: marcio lacerdazitoeleições 2012pc do bptpsbpsdb

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG