PR recua da proposta de expulsar Sandro Mabel

Presidente da sigla diz que, caso não deixe o partido, deputado poderá se defender em processo disciplinar

AE |

selo

O presidente do PR, ministro Alfredo Nascimento (Transportes), admitiu hoje que o deputado Sandro Mabel (PR-GO) poderá não ser expulso do partido. Nascimento afirmou que caso Mabel não deixe o partido será aberto um processo disciplinar contra ele, mas que o resultado não é necessariamente a expulsão.

"O processo será aberto e aí o Conselho de Ética vai decidir. É possível que não tenha (a expulsão). Depende do que ele vai apresentar como defesa", afirmou Nascimento. Mabel enfrenta problemas no partido por ter sido candidato avulso na eleição para a presidência da Câmara enfrentando Marco Maia (PT-RS), que tinha o apoio do PR. Apesar da falta de estrutura, Mabel conseguiu 106 votos na disputa.

Hoje, Mabel e Nascimento se falaram por telefone. A pedido de deputados do PR, o deputado será ouvido pela Executiva antes que se abra o processo. Nascimento disse a Mabel que a única forma de não ser aberto o processo é se o deputado deixar o partido por conta própria.

O presidente do PR admitiu o desconforto com a situação e destacou que Mabel tem muitos amigos no partido. "Se eu tivesse que decidir, eu não faria nada contra ele, mas é a executiva, é o partido. É difícil para nós fazer algo contra o Sandro, mas nós não temos outra opção". Nascimento participou hoje da sessão de abertura dos trabalhos no Legislativo, que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff.

    Leia tudo sobre: sandro mabelPRexpulsãoalfredo nascimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG