Com candidatura, deputado colocou a sigla em situação "incômoda" entre os parlamentares, diz secretário do PR Valdemar Costa Neto

selo

Único adversário do atual presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), na disputa pela presidência da Casa, o deputado Sandro Mabel (PR-GO) corre o risco de ter de deixar o partido caso insista em manter a disputa. Conforme o secretário-geral do PR, deputado Valdemar Costa Neto (SP), a Executiva Nacional da agremiação vai se reunir na segunda-feira, 31, para discutir o assunto, em Brasília.

Caso o PR feche questão sobre o apoio a Maia e Mabel resista a seguir a orientação do partido, Costa Neto disse não ver outra alternativa ao correligionário a não ser a expulsão.

"Na segunda-feira vamos decidir se fechamos questão e, se isso acontecer, ele vai ter de deixar o PR", afirmou, após almoço de deputados federais paulistas em apoio à candidatura de Marco Maia, na capital paulista.

Costa Neto explicou que, em uma reunião realizada terça-feira, 25, o Diretório Nacional do PR delegou todo o poder à Executiva Nacional para decidir se fecha ou não questão sobre a eleição na Câmara na segunda-feira. "Maia tem o apoio unânime do partido porque havia um acordo de muito antes", disse.

"Agora, com essa candidatura, Mabel colocou o partido em uma situação incômoda perante todos os parlamentares", explicou.

"Esperamos que o Mabel ponha a cabeça no lugar e retire seu nome da disputa porque essa é uma missão impossível", afirmou, referindo-se ao grande apoio que Maia já recebeu, de 21 dos 22 partidos da Casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.