Polícia Federal prende prefeito e primeira-dama de Taubaté

Casal é suspeito de fraude a licitações relativas à compra, gerenciamento e distribuição de medicamentos e merenda escolar

iG São Paulo |

AE
Operação da PF que resultou na prisão do prefeito foi deflagrada nesta manhã
O prefeito de Taubaté, Roberto Peixoto (PMDB), a primeira-dama Luciana Peixoto e o ex-gerente do departamento de compras da prefeitura Carlos Anderson Santos foram presos na manhã desta terça-feira durante a Operação Urupês, deflagrada pela Polícia Federal em São José dos Campos (São Paulo). A ação tem o objetivo de desarticular organização criminosa formada por empresários, políticos e funcionários públicos.

O grupo é suspeito de envolvimento na fraude a licitações relativas à compra, gerenciamento e distribuição de medicamentos e merenda escolar no município paulista de Taubaté, a 125  quilômetros de São Paulo, valendo-se de empresa registrada em nome de “laranjas”.

A investigação teve início em 2009, visando a apurar o desvio de recursos financeiros repassados pela União. Ao todo, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região expediu 13 mandados de busca e apreensão - 10 deles na região de Taubaté e 3 em São Paulo - e 3 mandados de prisão temporária. Todos os mandados foram cumpridos.

    Leia tudo sobre: taubatéfraudeprefeito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG